Você sabe o que é inteligência imobiliária?

Mercado Imobiliário Set 10, 2019 4 min

Inteligência imobiliária é um termo cujo uso vem crescendo muito nos últimos tempos e sendo cada vez mais difundido por diversos agentes do mercado imobiliário. Mesmo com essa difusão, este conceito permanece desconhecido por boa parte das pessoas que atuam no segmento.

Resolvemos então desmistificar um pouco o conceito e mostrar quais benefícios a inteligência imobiliária pode trazer para quem trabalha na área.

Antes de mais nada, o conceito de inteligência imobiliária já existe há mais tempo e está estreitamente ligado à tomada de decisão através do uso de dados recém-gerados ou pré-existentes. Com o grande volume de dados produzido atualmente e com a grande competitividade entre empresas, fica cada vez mais importante o uso real de diversas fontes de informação na tomada de decisão. Usar inteligência imobiliária para tomar a decisão correta se torna um fator não só de acurácia na decisão, mas de sobrevivência, uma vez que poupar tempo, dinheiro e outros recursos pode ser o que define se sua organização continuará existindo.

Por que usar inteligência imobiliária?

Há uma busca constante por eficiência e eficácia entre as organizações, principalmente no que tange às tomadas de decisões sensíveis. A inteligência imobiliária vem então para maximizar os ganhos de tempo, dinheiro e outros recursos através de análises de dados. A seguir apresentamos alguns motivos que levam os tomadores de decisão a recorrerem à inteligência de mercado:

  1. Maximiza nosso tempo:Todas as análises são feitas de maneira a melhorar a eficiência da decisão, ou seja, as análises ajudam a agir mais rapidamente. Isso acontece pois boa parte das análises são feitas baseadas em dados que devem ser interpretados para guiar a ação estratégica.
  2. Mostra tendências: A partir do entendimento de dados anteriores e séries históricas podemos prever o movimento do mercado e saber qual o melhor momento de investirmos e onde investir com mais segurança.
  3. Ganhar dinheiro: Tomando decisões mais corretas, seguras e rápidas, temos um retorno maior sobre o investimento.

Esses são apenas alguns dos benefícios que a inteligência imobiliária pode trazer para a área. Existem outros benefícios secundários como a organização dos dados, automatização de alguns processos e foco nas tarefas que interessam ao negócio, porém todos esses benefícios são decorrentes de um uso constante da inteligência imobiliária.

Velocidade de decisão é um dos benefícios da inteligência imobiliária. Créditos de imagem: Pedro Lopes

Como posso utilizar a inteligência imobiliária?

Existem várias formas de usar a inteligência imobiliária a seu favor. Algumas delas usam dados estruturados e outras não.

  • Inteligência imobiliária com dados não estruturados: Lê-se notícias e artigos para então tomar a decisão julgada correta. Porém esse método já se tornou ultrapassado, apresentando baixas taxas de acerto - o que pode ser difícil de estimar e isso é um problema do método - devido à falta de profundidade da análise feita.
  • Inteligência imobiliária com dados estruturados por meio da utilização de inteligência de negócios - Business Inteligence ou BI: Esse método consegue organizar os dados imobiliários em visualizações e análises primárias para os usuários. Essa forma, entretanto, é custosa financeiramente e demorada em sua implantação pois torna necessário contratar pessoas ou empresas responsáveis pela organização dos dados e esperar pelo agrupamento e estruturação de dados para as primeiras análises, o que pode demorar até meses.
  • Uso de Big Data ou grandes volumes de dados: Esse é um método mais novo, popularizado principalmente com o atual volume de dados gerados por milhões de usuários na internet. Com ele, é possível prever tendências, entender dados do passado de maneira mais acurada e gerar, a partir deles, análises ainda mais completas em tempo real e de forma rápida, com grande relevância estatística e matemática. De forma similar ao BI, o Big Data pode ser muito caro de implantar pois exige, para tal objetivo, o trabalho de  vários especialistas em áreas como análise de dados, estatística e principalmente, computação. Por ser um método recente de coleta de dados, as ferramentas, empresas e profissionais competentes para utilizar esta metodologia estão surgindo agora, o que torna trabalhar diretamente com isso uma difícil missão. Uma outra desvantagem é a quantidade de dados necessárias para se obter boas análises: são imprescindíveis grandes volume e qualidade dos dados!

Dito isso é importante entender como estão organizados os seus dados e qual nível de acerto na decisão você deseja ter. Quanto mais correta for a decisão que você quer tomar, mais aprofundada deve ser a técnica de inteligência imobiliária e mais recursos — dados, tempo e dinheiro — serão necessários para iniciar. Vale a pena ponderar e descobrir qual o melhor para cada situação e estágio de negócio, bem como todos os retornos que uma implementação correta trarão.

Afinal, o que é a inteligência imobiliária?

Inteligência imobiliária é o uso correto de dados e análises para melhorar a tomada de decisões estratégicas, maximizando o uso de recursos e retorno do negócio.

Assim, o mais importante na inteligência imobiliária é entender qual a melhor forma de se tomar as decisões e fazê-las de maneira exata e sem passionalidade, fundamentadas em dados que possibilitem medir os resultados e estimar o real retorno que o uso dessas ferramentas pode trazer.


Obrigado pela leitura! Se gostou, recomende!
A Kapputo usa Big Data e Machine Learning para explicar o mercado imobiliário.

Pedro Lopes

Formado em Sistemas de Informação na UFMG, Pedro entende de tudo: marketing, vendas, produto e tecnologia. COO da Kapputo, ele é o nerd que gosta de esportes, musica, esoterismos e de se comunicar!