Dados imobiliários: por que os bancos devem usá-los?

Mercado Imobiliário Out 04, 2020

Em uma conjuntura mundial onde dados são o novo petróleo e um dos grandes desafios das empresas está na transformação digital, a correta utilização dessa nova fonte de receitas e entendimento do negócio pode ser muito benéfico.

Este é o segundo texto da série Dados imobiliários na tomada de decisões. Leia o primeiro texto clicando aqui.

Inscreva-se no Blog da Kapputo e não perca nenhum conteúdo!

Os bancos, por exemplo, precisam cada vez mais estar cientes da sua exposição aos riscos em empréstimos e financiamentos para atender tanto a normas nacionais e internacionais como para trazer maior eficiência na alocação de recursos e direcionamento estratégico.

Bancos vs. financiamento imobiliário

Um dos produtos bancários, o financiamento imobiliário, pode tornar-se mais competitivo a partir do uso de informações  e dados imobiliários, gerando vantagens para os bancos em um cenário tanto competitivo quanto financeiro.

O financiamento imobiliário é costumeiramente tratado como um produto que traz uma margem pequena aos bancos. Isso ocorre porque este produto:

  • é muito regulado em termos de processos;
  • sofre interferência e competição de bancos públicos;
  • tem que fornecer muitas garantias dos financiamentos;
  • é de longo prazo em um país de muita instabilidade.

O financiamento de um imóvel também envolve muitas pessoas no back office, verificando se as avaliações de diferentes imóveis em lugares diversos do país estão de acordo e realizando as avaliações periódicas e cotações necessárias para manter o valor da carteira de financiamento em dia.

Gerando competitividade com dados imobiliários

No entanto, o uso de dados imobiliários pode ajudar a reconfigurar parte da situação para os bancos. O processo de avaliação das garantias no financiamento imobiliário pode ser transformado em algo muito menos moroso e com menos necessidade de verificação, a partir do uso de informações do mercado e até de um avaliador automatizado de imóveis.

A adoção de avaliadores automatizados, que usam dados imobiliários para dar um preço a imóveis a partir de suas características, pode resultar em uma economia importante para o setor bancário.

Essa importância do uso dos dados do mercado imobiliário já foi reconhecida pelo Banco Central do Brasil, alterando a norma relativa ao financiamento imobiliário para incluir expressamente a possibilidade do uso desses avaliadores automatizados no processo de financiamento, tanto na cessão do crédito como na retomada da garantia.

Segundo a Resolução nº 4.676 do Banco Central, avaliações imobiliárias podem ser feitas por meio de avaliadores automatizados, que são muito mais rápidos.
Segundo a Resolução nº 4.676 do Banco Central, avaliações imobiliárias podem ser feitas por meio de avaliadores automatizados, que são muito mais rápidos.

Quem está ganhando com dados imobiliários

Em relação à recuperação de ativos e as possibilidades de uso de dados imobiliários, a Enforce Group é uma empresa que aparece como pioneira no processo.

Ao decidir sobre o investimento em uma ou outra carteira de imóveis retomados pelos bancos, a Enforce deve ter uma confiança nos valores de mercado desses imóveis para decidir o retorno de seu investimento e a capacidade de realmente dar vazão àquela carteira.

Frente a isso, a avaliação automatizada permite que a Enforce compare de maneira muito mais rápida os valores avaliados pelos bancos com os verdadeiros valores de mercado.

Para se ter uma ideia, avaliadores tradicionais fariam apenas uma avaliação em duas semanas, enquanto um avaliador automatizado faz uma avaliação de uma carteira de 500 ativos em apenas meia hora. Isso permite que o Grupo tome decisões muito mais rapidamente e que diminuam o custo, tornando os seus investimentos mais rentáveis.

Decidindo a partir dos dados imobiliários

Frente a esse caso, vemos que a capacidade de avaliar no cadastro a condição imobiliária de um determinado local pode abrir fronteiras antes impossíveis de se atingir para um banco. A possibilidade de se decidir ad hoc, a partir dos dados imobiliários, quando a condição do mercado apresenta demanda por crédito imobiliário ou onde a carteira está atualmente concentrada são algumas das vantagens decisivas para a competitividade dos bancos.


Este é o segundo texto da série Dados imobiliários na tomada de decisões. Confira o primeiro texto aqui.

A Kapputo fornece dados imobiliários e análises personalizadas para tomada de decisão de empresas de diversos setores. Saiba mais clicando aqui.

Agradecemos a leitura! Inscreva-se no Blog da Kapputo deixando seu e-mail logo abaixo.

Marcadores

Guilherme Paiva

CEO da Kapputo, especialista em investimentos pela ANBIMA e com experiência em inovação no Brasil e no exterior.

Great! You've successfully subscribed.
Great! Next, complete checkout for full access.
Welcome back! You've successfully signed in.
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.